Engenharia Elétrica Imprimir

Em uma visão ampla, engenharia elétrica é a área da engenharia que lida com o estudo e a aplicação de eletricidade, eletrônica e eletromagnetismo. Assim, entre suas subáreas estão energia, eletrônica, sistemas de controle, telecomunicações e processamento de sinais. A subárea de energia ocupa-se da geração, transmissão, distribuição e do uso eficiente da energia elétrica. O foco da engenharia de controle é fazer com que sistemas dinâmicos se comportem ou funcionem de uma forma desejada: suas aplicações incluem a automação industrial e predial, a robótica, os sistemas de controle de aeronaves e os sistemas de piloto automático de veículos. A eletrônica trata do projeto e construção de circuitos eletrônicos, incluindo os circuitos integrados, que são a base dos equipamentos eletrônicos: por exemplo, computadores, aparelhos de áudio e vídeo, equipamentos biomédicos e aparelhos de comunicação. O engenheiro de telecomunicações planeja, projeta, instala e opera sistemas, instalações e equipamentos de telecomunicação com e sem fio, incluindo comunicação óptica e via satélite; algumas das principais aplicações: telefonia fixa e celular, transmissão de dados, radiodifusão (rádio e TV), radar e sistemas de posicionamento e navegação. Processamento de sinais ocupa-se da análise e manipulação de áudio (voz e música), imagens e vídeos, com intuito de melhorar a qualidade desses sinais, extrair informações dos mesmos e de compactá-los.

Perfil

Para ser um bom engenheiro eletricista, a pessoa tem que gostar de física e matemática e, além disso, gostar de aplicar conhecimentos científicos, técnicos e empíricos na criação e aperfeiçoamento de equipamentos, máquinas e processos que propiciem ao homem comodidade, entretenimento, saúde, segurança e meios mais eficientes de produção industrial e agrícola. Engenhar é idear, inventar, engendrar.
Topo da página

Mercado de Trabalho

O engenheiro eletricista pode atuar em pesquisa e desenvolvimento, projeto, produção, operação, manutenção, planejamento, administração, perícia, fiscalização, vendas de produtos e serviços de alta tecnologia e ensino. No Distrito Federal, o setor público é o maior empregador, com destaque para as agências reguladoras (especialmente, Aneel e Anatel), empresas de energia (CEB, Furnas e Eletronorte), ministérios (especialmente MC, MCTI e MPOG), Congresso Nacional (função de analista legislativo), tribunais (função de auditor) e Metrô-DF. No setor privado, os maiores empregadores são as empresas de telefonia, rádio e TV. Há também pequenas e médias empresas de instalação elétrica, eletrônica e informática. Fora do DF, alguns dos principais empregadores são os institutos de pesquisas, as indústrias de equipamentos eletroeletrônicos, empresas de energia e empresas de telefonia.
Topo da página

 

O curso na UnB

O Curso de Engenharia Elétrica da UnB proporciona ao estudante primeiro uma formação generalista, que inclui as subáreas de eletrônica, controle e automação, sistemas elétricos de potência e telecomunicações. Posteriormente, nos quatro últimos semestres do curso, o estudante pode escolher uma dessas subáreas e compor um programa de estudos mais especializado e aprofundado, conforme seu interesse pessoal. Essa estrutura do curso possibilita ao estudante conhecer melhor as subáreas da engenharia elétrica para, somente depois, optar por uma delas. A formação básica generalista também permite ao futuro engenheiro mais facilmente se adaptar a mudanças do mercado de trabalho e acompanhar as evoluções tecnológicas.
Topo da página

 

Infraestrutura e corpo docente

O Curso de Engenharia Elétrica da UnB é fortemente embasado em atividades práticas de laboratório. O Departamento de Engenharia Elétrica, responsável pelo curso, possui 12 laboratórios de ensino de graduação e 8 laboratórios de pesquisa, em que atuam alunos de graduação e de pós-graduação. Para garantir a excelência do ensino, o Departamento conta com 61 professores, sendo 57 doutores.
Topo da página

Dados Gerais

Habilitação: Bacharelado em Engenharia Elétrica
Unidade Acadêmica: Departamento de Engenharia Elétrica / Faculdade de Tecnologia (FT)
Campus: Darcy Ribeiro (Asa Norte, Brasília)
Turno: Diurno
Vagas por semestre: 40
Número de semestres: 8 (mínimo) / 18 (máximo). Recomendado: 10
Currículo e fluxo: http://www.unb.br/aluno_de_graduacao/cursos/engenharia_eletrica
Telefone: (61) 3107 5586 / 5580
Topo da página

 

Informações Curriculares

Fluxograma do curso